sábado, 21 de novembro de 2009

...E mais um...

Carnaval, São joão, Páscoa, vestibular. Todo ano tem. E todo ano tem dia 21 de novembro também. Faz seis anos que essa data passou a existir no meu calendário. Já falei dela aqui ano passado e tenho certeza que vou falar no ano que vem, e no outro e no outro. E sabe o que mais me dói? (sim, ainda dói)É que parafraseando o velho Tim "aquele adeus não pude dar"... Não pude dizer muitas coisas. A gente sempre acha que somos donos do tempo, que ele fica lá, à nossa disposição. Apesar de inúmeros problemas, a gente tinha planos e metas. E foi ele mesmo quem disse: "depois de ter gastado tanto contigo só posso morrer depois que lhe ver formada". E meu pai não cumpriu o combinado. Morreu no começo do caminho. Ele não viu eu me formar, não viu minha irmã casar, não viu a neta linda que ele tem, não viu o homem lindo, responsável e esforçado que meu irmão tá se tornando. Aí alguém vai dizer "mas ele tá vendo tudo". Não como a gente queria que fosse... Mas, algumas vezes, as coisas não são como queriamos que fosse.. e ele se foi. Mas todo ano fica a mesma sensação, as mesmas lembranças, as lágrimas. E nesse caso nem tem consolo. Ano que vem tem mais.

4 comentários:

Clébio Melo disse...

Mas você tem amigos que te amam. Nada vai superar a perda de um pai, creio, mas fonte de força para seguir em frente vencendo você tem de sobra!

bjo e fica com Deus!

Sônia Silvino disse...

Olá, Gil!
O tempo pode amenizar a dor, mas a saudade machuca dentro da gente, não é mesmo? Emocionante o teu texto. Lembre das coisas boas que aprendeste com ele, dos momentos divertidos que passaram juntos. Enfim, a vida é assim mesmo. Todo mundo, um dia passou ou passará por isso. Claro que dói. Mas,faz parte do viver! Bjkas!!!
Ótima semana, querida!!!

Marina Magalhães disse...

O tempo não está à disposição, somos reféns dele. Lindo texto!

Ivonete disse...

É amada, a vida é assim... entendo o que voce sente. Palavra que doi, machuca enos faz sofrer essa tal saudade... Vamos enfrente!