quarta-feira, 15 de julho de 2009

Pequenas

Ela sempre foi "a irmã mais velha" mesmo sendo a caçula. Mas como , de fato, é a mais nova, "sofreu" muito na minha mão quando pequena. Tantas histórias ótimas! O tempo passa, a gente cresce...cresce? Bom, no nosso caso, a gente vai ficando mais velha e começa a aprender outras coisas e dar mais valor a muitas delas. Uma das grandes alegrias que tive aqui em João Pessoa foi quando ela veio morar comigo. Claro que tivemos contratempo, mas foi uma época da qual sinto falta. A gente não precisa de muito. Tudo vira motivo para muitas risadas. É muito bom tê-la em minha vida. Deve ser chato ser filho único né?! Histórias de vida a menos pra contar, eu acho... É a pequena. Pequena que é muito maior do que se possa pensar. Tão grande que não cabia em si e deu mais um pedacinho dela pra nossa vida! Apesar de a diferença de idade ser só de quatro anos o cuidado e preocupação que tenho com ela parece de mãe. Nossa! Se for assim, com Amélie vai ser de avó?!?! (risos) É a minha pequena que completou ano segunda-feira. Esse foi o primeiro aniversário com titia linda! Que venham muitos!! Beijo Gi Amo muito tu

2 comentários:

Sabrina Zeinelle disse...

Muito mais que palavras... o amor entre vocês é fato!!! Parabéns pra você também Gil, que consegue ser mãe, tia, irmã e porque não quase avó!!! Amo muituxx sua família tooooooodinha.

gisele disse...

Vou só esperar fazer meu blog também pra retribuir,porque tudo o que eu colocar aqui vai ser o verme do coco do cavalo do bandido perto disso tudo!!!!! precisava me deixar com um nó nas guelas????
beijosssssss