quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Apenas aceite

Hoje vi essa foto. Lí um e-mail dela. E tive a confirmação da certeza que sempre tive: Apenas aceite. Tem coisas na vida que não tem pra quê tá indo atrás de significados ocultos ou de motivos subliminares. As coisa têm um porque. Ah, e dane-se a gramática. Lá quero saber se é junto ou separado, com acento ou sem acento. Nem quero, muito menos, saber o motivo. Como uma pessoa que espera quarenta anos para casar e no altar diz: SIM. Eu digo SIM pra o que tiver que ser. E não quero explicação não. Principalmente se foi algo bom. Que seja!!! Essa pessoinha aí da foto, toda empacotadinha e de chapéu é Clarinha, filha da minha amiga Vi. Moramos juntas assim que cheguei em João Pessoa -teria sido bem mais difícil se não fosse ela... que saudade. Clarinha nasceu prematura. Ela e Vivi passaram por problemas sérios de saúde. Ela passou 66 dias na UTI. Com toda a força que herdou, ela lutou, foi ganhando força, melhorando. Saiu do hospital. E o detalhe? Clarinha saiu do hospital do dia em que estava programado o nascimento dela. Sim. Ela nasceu. Coincidência? Não sei. Nem quero saber. Ela nasceu e pronto. SIM!!!! Digamos sim pra algo a cada dia. Beijo grande pras duas...

2 comentários:

Astier Basílio disse...

olha aí...
um pequeno milagre.

Aprendendo a viver disse...

É... como disse seu amigo... um PEQUENO milagre... a vida nos prega peças, pra nos mostrar que é apenas aceitar... que é dizer sim pra ela... pra vida!! minha amiga, obrigada pelo carinho. Você tem uma ideia do milagre da vida dessa bonequinha nos meus braços... Esse dia foi o dia mais importante da minha vida... senti como se ela tivesse realmente nascido, e é um sentimento indescritível. Beijos!