sábado, 29 de novembro de 2008

Peculiaridades...

Um dos sets de "Romance" em Cabaceiras. (By "mim") Hoje, finalmente, fui ver Romance, filme de Guel Arraes. Mas antes de falar do filme fiquei observando umas coisas... Fui na primeira sessão, às 14h10. Nunca tinha ido nesse horário, mas eu gostei. Descobrí algumas vantagens da primeira sessão: 1ª - Preço: Por ser bem cedo - num fim de semana duas da tarde o povo ainda tá na praia - a entrada é mais barata. E como nunca pedem a carteira de estudante - que não tenho mais - comprei meia e entrei na cara de pau mesmo. Antes eu ficava meio apreensiva "e se me pedirem a carteira?" e tal, mas agora já tem até desculpa pronta. Já me perguntaram: "rapaz! tu num tem vergonha disso não?" Minha resposta: " Não, nenhuma. Não tô entrando sem pagar! É um roubo o preço que eles cobram, não vejo problema em diminuir a margem de lucro deles". Gastei apenas R$3 pra ver um filme ótimo! 2ª - Comida: Como a sessão é cedo, eu tinha acabado de almoçar. Com barriga cheia não deu vontade da tradicional pipoca + coca-cola + chocolate (sim, porque o pacote tem que ser completo). Cinema sem esses complementos fica meio estranho, perde um pouco do clima, é verdade, mas como preciso emagrecer "me" fico arumando essas desculpas esfarrapadas. 3ª - Adolescentes: Tem coisa mais chata do que grupo de adolescente no cinema? Eles vão em bandos e a última coisa que fazem é prestar atenção ao filme. Eu já fui adolescente desse tipo aí e sei como é chato. (O cara que estava na minha frente quando fui assistir a Titanic pela quarta vez que o diga...). Por causa do horário, eu e as outras dez pessoas que estavam na sala (sim! eu contei!) assistimos ao filme na maior tranquilidade do mundo! Um paraíso! Sim, mas, o filme. Gostei muito. E minha vontade de ver esse e em especial é porque acompanhei um dia de filmagem lá em Cabaceiras. E é muito legal quando você vê como é feito e o produto pronto. Não vou fazer uma "crítica" sobre o filme porque eu fui só por lazer mesmo, não pra analisar isso ou aquilo. Eu tô de folga. Vou dar uma folguinha pra minha cabeça também... Quer dizer... vou tentar...

2 comentários:

DB disse...

o grande lance é fugir de horaroios de pico. em tudo. mas em cinema eu sou especialista. vou escrever sobre isso nos proximos dias...

Clébio Melo disse...

Hum... Vou fazer um dossíê sobre os crimes cometidos por Gilmara Dias e publicar no JPB. Como seria a cabeça de Edilane?
-Presa no início da manhã uma mulher acusada de dar golpes em cinemas da capital./ A operação envolveu cinqüênta homens das polícias civil, militar e federal./ Acompanhe na reportagem de Laerte Cerqueira//
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Mas para ver um bom filme, vale muitooooooo. Eu faria o mesmo e seria preso por fazer parte da sua quadrilha. kkkkkkkk