terça-feira, 6 de janeiro de 2009

A dúvida

Iemanjá não quis Eu ouvi uma vez que o mar só fica com o que é dele é isso..é que nem a gente... só o que nos pertence é nosso... vai ver que Iemanjá não queria o que aquela rosa carregava às vezes o que é oferecido não é verdadeiro.. não sei se verdadeiro é a palavra talvez fosse a vontade de quem pede mas não fosse pra ser "atendido" o pedido pedimos o que não merecemos... pedimos o que não é nosso mas...não devemos desistir.. quem sabe um dia... talvez o dia chegue talvez não tudo pode tudo pode não acontecer mesmo assim é melhor ter esperança do que se entregar.. é sempre assim.. nietzsche disse que "alguns homens já nescem póstumos...só o amanhã nos pertence" mas isso não é se entregar é se preparar pra tudo que pode acontecer a esperança continua lá

5 comentários:

Sérgio disse...

A foto é o reflexo do texto. Nietzsche disse ainda que "os maiores acontecimentos são os que mais tardiamente são compreendidos". Talvez um dia a rosa encontre o caminho do mar. Parabéns. Perfeito.

Clébio Melo disse...

E Esperança é meu sobrenome...

Gigi disse...

Essa minha amiga é uma ARTISTA..!
Obg gil, por me fazer repensar nas minha atitudes, seus textos sao maravilhosos, me ajudam muito, e vc nao sabe o quanto!

te amo ex maguinha, linda!

Gigi

Felipe Gesteira disse...

A Rainha do Mar sempre sabe mais do que nós. Odoyá Iemanjá!
Texto bacana Gil.
Beijo!

Maguinha disse...

lindo.