segunda-feira, 3 de dezembro de 2007




Gosto de futebol. Não jogo nadinha, posso não saber cada regra - mas sei o que é um impedimento (!!!), não fico muito contato ponto – vou lá na tabela e olho – mas gosto de assistir a eles. Ontem pude me encantar mais uma vez com algo que já chama a atenção há algum tempo. Independente de qualquer bela partida bem disputada dentro de campo, sem a torcida seria muito diferente.

Eles são difíceis, é verdade. Um bom exemplo disso são os jogos da seleção brasileira. Se estiver ganhando e jogando bonito, louros. Se empatar e começa a jogar feio, espinhos. E se perde então é o apocalipse! Eu sinceramente acho que essas coisas deveriam ser bem ponderadas. Da mesma forma que o time se sente estimulado quando a torcida canta hinos e incentiva também se sente desamparado quando vêm as vais e rangeres de dentes.

Mas nem sempre eles podem fazer tudo sozinho. Que os digam os fies torcedores Corinthianos, agora na segunda divisão. A torcida viajou quilômetros, cantou da saída até o último minuto de jogo. Mas não adiantou. Uma coisa ninguém pode negar: a participação da torcida no jogo foi linda. Cantando, gritando, roendo unha, rezando. Não importa. Foi muito bonito. E olhem que quem está dizendo isso é uma torcedora do campeão brasileiro!

Esse ano eu tive a oportunidade de assistir à um jogo do São Paulo ( time que amo) contra o Sport (time que eu detesto) e confesso que quase não prestei atenção no jogo. Ficava abestalhada olhando pras torcidas. Caetaneano... é lindo... E o que mais me deixou ecantada, pasmem, foi a torcida jovem do rubro-negro. Lindo quando eles pulam, quando sobre o bandeirão, quando comemoram um gol! A torcida do tricolor mesmo sendo minoria também deu seu show. O placar foi 2X1 pra o São Paulo mas nesse jogo a torcida da Ilha foi quem ganhou.

Um comentário:

Marcela Duque disse...

Que foto show!!! adorei :)