domingo, 29 de março de 2009

Por quê?

Diz-me o que queres E a resposta vai estar na ponta da língua Vais gostar? Vais entender? Não sei Mas se perguntar te direi Nenhuma pergunta vai morrer à míngua Cada resposta na sua vez Pode ser agora ou amanhã, talvez. Ass.: O tempo

2 comentários:

news...nutrição/gastronomia/turismo disse...

Preguntas não deve ficar sem respostas.
Mas há perguntas que às vezes não nos atrvemos fazer nem a nós mesmas.
Bjssssssssssss

Van disse...

Não buscar a resposta para o que queremos saber adoece a alma.